Siqueira afirma que aliança PSB-PDT em 2020 é “prenúncio de frente de esquerda” nacional

Siqueira afirma que aliança PSB-PDT em 2020 é “prenúncio de frente de esquerda” nacional

A aliança entre o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o Partido Democrático Trabalhista (PDT), nas principais capitais do país e em dezenas de grandes cidades nas eleições municipais deste ano, pode ser considerada o prenúncio da formação de uma frente de esquerda capaz de apresentar um projeto nacional, reconquistar direitos e recuperar a democracia no país, afirmou neste sábado (12) o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, durante live realizada pelo PDT-SP.

PSB e PDT estarão juntos em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Goiânia, Rio Branco, Maceió e Palmas. Além de dezenas de grandes cidades com segundo turno e municípios menores.

No evento, feito de maneira totalmente virtual, os trabalhistas oficializaram a coligação com o PSB na maior capital do país e indicaram Antonio Neto como vice na chapa que é encabeçada pelo ex-governador e socialista Márcio França.

Além de Siqueira, França e Neto – que conduziu a live – , participaram de forma remota nomes de projeção estadual e nacional de ambos os partidos como o deputado federal Alessandro Molon (PSB), líder da bancada socialista na Câmara; o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi; o deputado estadual Caio França (PSB), e a deputada estadual Juliana Brizola (PDT-RS). O candidato do PDT à Presidência da República em 2018, Ciro Gomes, enviou uma mensagem por meio de vídeo.

“No caso de São Paulo, o PSB se orgulha muito do quadro que está à disposição do partido, nosso companheiro de muitos anos e que já desenvolveu tantas tarefas importantes em nosso país e nos momentos mais decisivos do nosso partido. Nós podemos contar com o Márcio, um quadro eficiente, capaz, inteligente e experiente. Ele já deu exemplo de que sabe governar”, resumiu Siqueira.

O presidente nacional do PSB destacou ainda a importância e a contribuição histórica dos dois partidos na política nacional e sugeriu uma campanha “civilizada e propositiva” na capital que é a maior cidade do país. “Que possamos transformar e revolucionar a administração de São Paulo e oferecer o nosso melhor, sobretudo para a população mais pobre que tanto precisa de políticas públicas. Nossos partidos têm compromisso com toda a população paulista”, ressaltou.

Para Carlos Lupi, a vitória da chapa socialista-trabalhista em São Paulo significa “o embrião do futuro do Brasil que a gente quer”. O presidente do PDT destacou a sensibilidade social e a competência de Márcio França e de Antônio Neto para governarem a cidade que tem o maior PIB do país.

Durante a live, Márcio França fez críticas à condução do atual governo de São Paulo na condução da crise provocada pela pandemia de covid-19, mostrou preocupação com a condição dos 30% de paulistanos que dependem do auxílio emergencial dado pelo governo federal e defendeu oportunidades iguais para a população da capital.

“A nossa tarefa é garantir oportunidades iguais. O dia que os netos de todos os pais e avós tiverem as mesmas oportunidades que os meus netos, eu estarei satisfeito. No dia que eu ver que todas as pessoas tenham os mesmos direitos e as mesmas oportunidades, sejam elas negras, lgbt, com deficiência, eu paro com a política e nunca mais serei candidato”, disse.

No Congresso Nacional, PSB e PDT formam juntos uma bancada com 62 deputados, lembrou Antônio Neto. Em São Paulo, a coligação é composta também pelos partidos Solidariedade, Avante e PMN.

Para o trabalhista, a chapa é a única capaz de “derrotar o atraso” na cidade e implantar um projeto de desenvolvimento e inclusão social, olhando principalmente para a população mais vulnerável. “Vamos cumprir com as propostas e recuperar a auto-estima dessa cidade. Temos que tornar São Paulo uma cidade pujante, acolhedora e próspera”, defendeu.

Assessoria de Comunicação/PSB nacional

About author

Partido Socialista Brasileiro
Partido Socialista Brasileiro 366 posts

Em 1947 o Partido da Esquerda Democrática transformou-se em Partido Socialista Brasileiro. Somente em 1986, com a redemocratização, o PSB voltou ao cenário nacional, quando realizou o primeiro encontro nacional do partido.

You might also like

Notícias 0 Comments

Deputados estaduais Carlos Minc e Dr. Julianelli reforçam PSB/RJ

Os deputados estaduais Carlos Minc e Gláucio Julianelli, conhecido como Dr. Julianelli, ambos do Rio de Janeiro, assinaram ficha de filiação ao PSB nesta sexta-feira (2), em ato no 14º

Nacional 0 Comments

URGENTE: Teich deixa Ministério da Saúde. Veja o que parlamentares do PSB-RJ disseram

Matéria do G1 O ministro da Saúde, Nelson Teich, deixou o cargo nesta sexta-feira (15), antes de completar um mês à frente da pasta. Em nota, a pasta informou que ele

Notícias 0 Comments

Levantamento aponta piora em educação, saúde e social no 1º ano de governo Bolsonaro

Com informações do site do PSB/Nacional No primeiro ano da gestão do presidente Jair Bolsonaro, houve uma piora em áreas como a educação, saúde, assistência social e meio ambiente, segundo

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply