PSB inicia “autorreforma” para se reinventar e contribuir com mudança do sistema político

PSB inicia “autorreforma” para se reinventar e contribuir com mudança do sistema político

Partido lança debate público nos dias 28, 29 e 30 de novembro, no Rio de Janeiro, para buscar a sua reinvenção, contribuir para a mudança do sistema político e formular uma proposta inovadora de desenvolvimento para o Brasil

O PSB sai na frente no debate político e apresenta ao país o documento intitulado “Autorreforma”, que atualiza seu manifesto e o programa partidário, ambos de 1947.

A divulgação do documento e os debates sobre o texto vão ocorrer durante a Conferência Nacional do PSB, entre os dias 28 e 30 de novembro. O evento será realizado no auditório do hotel Rio Othon Palace, no Rio de Janeiro.

Nos dois primeiros dias, os socialistas discutirão o texto-base da Conferência Nacional, em cinco grupos temáticos. O resultado desses debates será apreciado em uma plenária final, que aprovará o documento para orientar o debate nacional pelo próximo ano.

No terceiro dia, haverá uma Conferência Internacional para a qual estão convidadas lideranças políticas de partidos socialistas de Portugal, Espanha, Uruguai e Chile. No momento em que vários países enfrentam crises semelhantes, o PSB avalia que é fundamental incorporar experiências internacionais de esquerda, que se identifiquem com os valores e a visão de futuro do partido, para buscar soluções democráticas, humanistas, progressistas e não-autoritárias para as questões nacionais.

Com o slogan “Brasil, um passo adiante”, a “Autorreforma” é a primeira resposta sólida de um partido a uma crise política, econômica e social que se aprofunda do país.

Segundo o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, é preciso ter coragem de
admitir que o sistema político fracassou e dar um passo à frente no sentido de se reinventar, se transformar numa alternativa real e contemporânea aos desafios do país e às exigências da sociedade.

Na opinião do socialista, a superação dos problemas atuais depende de reformas estruturais do Estado brasileiro, do Sistema Partidário e da construção de um novo Projeto Nacional de Desenvolvimento.

“A classe política renunciou ao exercício da política, deixou de oferecer soluções aos problemas da população, e se submeteu a uma agenda do sistema financeiro que não está conectada aos interesses do país e do povo. Os resultados são a perda de credibilidade e de confiança, o que é fatal para os partidos e para a democracia”, afirma o presidente do PSB.

“Precisamos de um Projeto Nacional de Desenvolvimento que leve em conta os novos fatores da atual revolução tecnológica que mudou o paradigma econômico, os modos de produzir e até as relações sociais”, afirma.

O texto da “Autorreforma” tem foco na redução das desigualdades sociais e na geração de oportunidades iguais para toda a população brasileira.

Para isso, a proposta que o PSB apresenta enfatiza a importância da Educação Pública de qualidade e a construção de um Projeto Nacional de Desenvolvimento. Este se baseia em conceitos fundamentais do século XXI: Inovação Tecnológica, Economia Criativa e a proposta da “Amazônia 4.0” (a transformação da região por meio da tecnologia e da biodiversidade).

O documento da “Autorreforma” traz cinco eixos temáticos que devem ser prioridade:

1) Reforma Política: a crise do sistema partidário, a Reforma do Estado, a Reforma Tributária/Fiscal e os desafios da Política Externa Brasileira.
2) Desenvolvimento, Cultura e Meio Ambiente: políticas para a Amazônia, economia verde, empregos verdes e cultura/diversidade/criatividade.
3) Políticas Sociais: saúde pública, educação pública, mulheres na política, negritude, seguridade social, idosos, segurança pública, reforma agrária e reforma urbana criativa.
4) Economia: macroeconomia, inovação tecnológica, economia criativa e trabalho.
5) Socialismo e Democracia: socialismo criativo, movimentos sociais, partido laico, comunicação em rede e autorreforma.

Amplo debate

Ao longo do ano de 2020, o texto da “Autorreforma” ficará em consulta pública para discussão nos estados e municípios. O período de participação dos filiados e da sociedade civil vai até março de 2021, quando será realizado o XV Congresso Nacional do PSB.

A Conferência Nacional tem participação de integrantes do Diretório Nacional; Diretoria, Conselho Curador e coordenações estaduais da Fundação João Mangabeira; quatro representantes de cada segmento social (NSB, JSB, SNM, SSB, LGBT e MPS), deputados federais; senadores; e presidentes estaduais.

Programação completa

About author

Partido Socialista Brasileiro
Partido Socialista Brasileiro 142 posts

Em 1947 o Partido da Esquerda Democrática transformou-se em Partido Socialista Brasileiro. Somente em 1986, com a redemocratização, o PSB voltou ao cenário nacional, quando realizou o primeiro encontro nacional do partido.

You might also like

Notícias 0 Comments

Vila Isabel escolhe samba-enredo que levará história de Miguel Arraes à Sapucaí

A escola de samba Unidos da Vila Isabel escolheu, na madrugada do último domingo (4), o samba-enredo que levará para a Sapucaí a história do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes.

Nacional 0 Comments

No Maio Amarelo, Hugo Leal defende maior conscientização sobre segurança no trânsito

Hugo Leal em seminário sobre ações de segurança no trânsito em 2016. Quarto país com maior número de mortes no trânsito, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil

Notícias 0 Comments

Seminário Eleitoral do PSB/RJ lota auditório, no Centro do Rio

No último sábado, 16 de junho, o PSB/RJ realizou seu Seminário Eleitoral, no auditório do SindJustiça, com cerca de 200 pessoas, dentre elas palestrantes, pré-candidatos e militantes, para esclarecimentos e

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply