Congresso do PSB reúne mais de 1,5 mil pessoas em Brasília

Congresso do PSB reúne mais de 1,5 mil pessoas em Brasília

 

Diante de mais de 1,5 mil pessoas presentes na cerimônia de abertura do XIV Congresso Nacional do PSB, na noite desta quinta-feira (1º), em Brasília, o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, fez um balanço dos três anos de sua gestão, agradeceu o apoio recebido de filiados e das instâncias superiores e projetou crescimento nas eleições de 2018. O presidente se dirigiu aos membros do Diretório e da Executiva Nacional: “Quero agradecer a todos, suplentes e titulares, que estiveram presentes em todos os momentos, sobretudo os mais difíceis, e que nos deram todo apoio quando necessário. Sem esse apoio dificilmente estaríamos em pé como estamos neste momento”, disse.

No início da solenidade, foram homenageados o linguista norte-americano Noam Chomsky – apresentado como um dos grandes críticos do capitalismo – e o escritor Ariano Suassuna. O pianista Arthur Moreira Lima, filiado ao partido, executou o Hino Nacional e da Internacional Socialista. O músico Antônio Nóbrega interpretou canções em homenagem a Suassuna. João Suassuna recebeu uma placa em reconhecimento ao seu avô.  Ao ser citada pelo presidente, Renata Campos – viúva de Eduardo Campos, que estava acompanhada pelos filhos – foi aplaudida longamente.

Estavam presentes na abertura os governadores Paulo Câmara (PE), Ricardo Coutinho (PB) e Rodrigo Rollemberg (DF), o vice-governador de São Paulo Márcio França, o vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira, o vice-presidente de Relações Governamentais do PSB, Beto Albuquerque, o presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande, o presidente do PSB/RJ, deputado federal Hugo Leal, e os líderes do partido no Senado, Lídice da Mata, e na Câmara, Julio Delgado.

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, defendeu a necessidade de recuperar o prestígio da política. “Este Congresso precisa ser para o PSB a afirmação política, o quadro atual no país exige de nós coragem e determinação. Há uma decepção com o mundo da política; nós socialistas, progressivas, democratas, nacionalistas, precisamos recuperar o prestígio da política”, defendeu.

Nas eleições deste ano, apontou o presidente, o PSB terá dez candidaturas competitivas a governos estaduais: São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Pernambuco, em Sergipe, Amapá, Tocantins, e Distrito Federal.  Outra prioridade em 2018 será eleger uma bancada federal de 35 a 45 parlamentares.

About author

Partido Socialista Brasileiro
Partido Socialista Brasileiro 114 posts

Em 1947 o Partido da Esquerda Democrática transformou-se em Partido Socialista Brasileiro. Somente em 1986, com a redemocratização, o PSB voltou ao cenário nacional, quando realizou o primeiro encontro nacional do partido.

You might also like

Notícias 0 Comments

Rio terá seminário sobre PEC que veta coligações

A Comissão Especial destinada a analisar a Proposta de Emenda à Constituição nº 282, de 2016, aprovou requerimento do deputado federal Hugo Leal (PSB-RJ) que solicita realização de seminário sobre

Notícias 0 Comments

Executiva do Rio discute novo momento político

A executiva regional do Rio de Janeiro reuniu-se ontem (31), para discutir e analisar o atual momento político vivido nos 92 municípios do estado. Entre os assuntos em destaque estava

Entrevistas 0 Comments

Carlos Siqueira afirma que RJ tem papel fundamental nas próximas eleições

O presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Carlos Siqueira, afirmou que o estado do Rio de Janeiro tem um papel fundamental nas eleições de 2016 e 2018. Para ele,

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply