Hugo Leal: ‘A MP 800 é um absurdo, uma ação entre amigos’

Hugo Leal: ‘A MP 800 é um absurdo, uma ação entre amigos’

Em pronunciamento durante audiência pública na Comissão de Viação e Transportes da Câmara, o deputado federal Hugo Leal (PSB/RJ) criticou duramente a edição da Medida Provisória 800/2017, que permite o adiamento de investimentos em concessões rodoviárias federais. “Essa MP é um absurdo, um dos maiores absurdos produzidos por este governo. Mais um. É um acinte. Uma MP para prorrogar investimentos. Prorrogar investimentos em benefício de quem?”, questionou o parlamentar, lembrando que os principais acionistas das empresas concessionárias são grandes empreiteiras que respondem a processo por envolvimento em casos de corrupção.

Na audiência pública da CVT, Hugo Leal denuncia interesses: ‘essa MP só beneficia as empresas’

Hugo Leal lembrou que, durante dois meses, o Congresso Nacional debateu e, por fim, aprovou a MP 752, que estabelecia parâmetros para relicitações e prorrogações em contratos de concessão. “O Congresso aprova uma legislação e, em seguida, o governo baixa uma nova MP sobre concessões. É um acinte, um desrespeito ao Legislativo. Essa MP não defende os interesses do país. Isso é, nitidamente, a defesa de outros interesses. E não é do usuário porque o usuário não foi ouvido aqui”, desabafou o parlamentar, presidente do PSB/RJ, que apresentou emenda suprimindo o artigo da MP que permite o adiamento dos investimentos.

Presente à audiência pública, o secretário de Infraestrutura de Fiscalização de Concessões Rodoviárias e Aeroviárias do Tribunal de Contas da União (TCU), Luiz Fernando Ururahy, lembrou que os contratos de concessão devem manter equilíbrio entre os interesses do usuário, da União como Poder Concedente e das concessionárias. “Nós, integrantes do corpo técnico do TCU, vemos com muita preocupação uma medida provisório que permite o adiamento dos investimentos na duplicação das rodovias e em outras melhorias. Significa adiar o investimento na melhoria da infraestrutura e na melhoria da segurança viária”, frisou. O superintendente de Exploração da Infraestrutura Rodoviária da ANTT, Luiz Fernando Castilho, também mostrou preocupação com as consequências para o usuário.

Diretor da Associação Brasileira de Concessões Rodoviárias (ABCR), Alexandre Barra defendeu os investimentos das empresas nas rodovias e lembrou que as concessionárias, em sua maioria, estão sofrendo os efeitos da crise. Hugo Leal, entretanto, lembrou que as dificuldades das empresas em investir e conseguir créditos estão relacionados à investigação de casos de corrupção. “Essa MP tem endereço, tem CEP, tem tudo. Não vou deixar de denunciar. É preciso alertar sobre o que significa essa MP 800: ela rasga os contratos de concessão. Essa medida provisória é uma ação entre amigos”, criticou o presidente do PSB/RJ, destacando ainda a ausência do representante da Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), após confirmar presença. “Talvez não tenha como explicar essa MP”.

About author

Partido Socialista Brasileiro
Partido Socialista Brasileiro 114 posts

Em 1947 o Partido da Esquerda Democrática transformou-se em Partido Socialista Brasileiro. Somente em 1986, com a redemocratização, o PSB voltou ao cenário nacional, quando realizou o primeiro encontro nacional do partido.

You might also like

Notícias 0 Comments

Hugo Leal discute segurança de pedestres e ciclistas na Câmara

    O deputado federal Hugo Leal (PSB-RJ) presidiu, nesta terça-feira (20) na Comissão de Viação e Transportes, audiência pública para debater o Projeto de Lei 6.207/2013, de autoria do

Notícias 0 Comments

Relator de denúncia contra Temer será escolhido na terça

  O presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), disse que vai anunciar o nome do relator da denúncia contra o

Notícias 0 Comments

PSB, 70 anos: artigo de Carlos Siqueira

O socialismo, como ideologia e prática, corresponde à expectativa humanista de justiça social que fundamenta uma inconformidade aguda e, consequentemente, uma inquietação de consciência que anima homens e mulheres a

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply