Siqueira: brasileiros darão resposta ‘vibrante e massiva’ à corrupção

Siqueira: brasileiros darão resposta ‘vibrante e massiva’ à corrupção

 

 

Carlos Siqueira discursa no congresso estadual do PSB no Maranhão

Os brasileiros darão uma resposta “vibrante e massiva” em 2018 contra a corrupção e os retrocessos impostos pelo governo do presidente Michel Temer, afirmou o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, durante o congresso estadual do partido em São Luís, no Maranhão. “Nós não podemos aceitar calados o que está acontecendo em nosso país, porque é muito grave, é um retrocesso monumental contra o qual temos todos que lutar e para o qual a nação brasileira dará uma resposta vibrante e massiva em 2018, para barrar este governo que chegou dizendo que estava combatendo a corrupção”, afirmou Siqueira, que participou da abertura do congresso.

Os socialistas votaram pela recondução do presidente estadual e prefeito de Timon, Luciano Leitoa, e elegeram delegados ao Congresso Nacional e os novos integrantes do diretório estadual. Estiveram presentes ao ato político de abertura do Congresso o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), o deputado estadual Bira do Pindaré, a secretária nacional de Mulheres, Dora Pires, o secretário-geral do Sindicalismo Socialista Brasileiro (SSB), Joilson Cardoso, o secretário Nacional de Relações Internacionais e Políticas Estratégicas do Movimento Popular Socialista (MPS), Acelino Ribeiro, além de lideranças de outros

partidos políticos e representantes dos movimentos sociais.

Em seu discurso, o presidente socialista defendeu o compromisso com as bandeiras históricas do partido e afirmou que o PSB “disse não” todas as vezes que seus princípios e os interesses da população foram ameaçados por interesses individuais. “Nós dissemos um ‘não’ rotundo, um ‘não’ claro, porque temos que reafirmar permanentemente os nossos compromissos históricos com a população brasileira”, afirmou.

Para Siqueira, a experiência política do país mostra que aqueles que retiram ou ameaçam direitos da população caem no “esquecimento”, vão para o “subterrâneo” da história. “É isso que ocorre no PSB, desde a década de 1950, quando tínhamos apenas nove deputados. Cinco aderiram ao governo populista e direitista de Jânio Quadros, e foram embora todos. Pergunto a um socialista, vocês se lembram de um único deputado desses?”, indagou. “Essas pessoas ficarão no esquecimento da história, ficarão no subterrâneo. Os que estão na contramão da história ficarão lá (no esquecimento) e provavelmente serão atropelados”, reafirmou o socialista.

Ele criticou a retirada de direitos trabalhistas com a reforma promovida pelo atual governo e lembrou que o PSB, por meio de sua Executiva Nacional, aprovou, por unanimidade, a defesa da renúncia de Temer e da realização de eleições diretas. O partido referendou também pedido de impeachment do presidente.

About author

Partido Socialista Brasileiro
Partido Socialista Brasileiro 88 posts

Em 1947 o Partido da Esquerda Democrática transformou-se em Partido Socialista Brasileiro. Somente em 1986, com a redemocratização, o PSB voltou ao cenário nacional, quando realizou o primeiro encontro nacional do partido.

You might also like

Notícias 0 Comments

Secretaria de Mulheres do PSB realiza encontro de formação política

Militantes do PSB de todo o país participaram do encontro de formação política realizado pela  Secretaria Nacional de Mulheres (SNM) em Brasília. Pela primeira vez, desde a criação da SNM em

Notícias 0 Comments

Ex-presidente da Federação dos Motoclubes do Rio filia-se ao PSB

O PSB/RJ recebeu, nesta quinta (01/06), a filiação de Humberto Montenegro, ex-presidente da Federação dos Motoclubes do Rio de Janeiro, que teve sua ficha abonada pelo deputado federal Hugo Leal,

Notícias 0 Comments

Maioria do PSB vota por prosseguimento de denúncia contra Temer

A maioria dos deputados do PSB rejeitou no plenário da Câmara, na noite desta quarta-feira (2), o arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer, por corrupção passiva, apresentada pela Procuradoria-Geral

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply