No Maio Amarelo, Hugo Leal defende maior conscientização sobre segurança no trânsito

Hugo Leal em seminário sobre ações de segurança no trânsito em 2016. Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Hugo Leal em seminário sobre ações de segurança no trânsito em 2016.

Quarto país com maior número de mortes no trânsito, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil participa do movimento Maio Amarelo, uma ação mundial que busca promover a segurança viária. A iniciativa tem o reconhecimento do deputado federal Hugo Leal (PSB-RJ), presidente da Frente do Trânsito Seguro. Ele defende a necessidade de maior conscientização sobre a segurança no trânsito, um dos objetivos da campanha.

“Esse é o grande debate. Sabemos que os acidentes acontecem por diversos fatores, seja a imprudência do motorista, problemas na via, sinalização ruim. Tudo deve ser levado em consideração para fazer uma campanha ampla com resultado positivo em todo o país”, afirma.

Segundo dados de um estudo da OMS, morrem instantaneamente 50 mil pessoas a cada ano em acidentes nas ruas e estradas do Brasil. Se forem contabilizadas as mortes até 30 dias após o acidente, o número sobe para 75 mil. A violência no trânsito deixa outras 400 mil pessoas feridas ou com sequelas graves. No mundo inteiro, o levantamento contabiliza cerca de 1,3 milhão de mortes por acidentes de trânsito em 178 países (2009), e aproximadamente 50 milhões de pessoas que sobreviveram com sequelas.

De acordo com a OMS, são 3 mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas – a nona maior causa de mortes no mundo. Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano ou entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada país.

Esses acidentes impactam os cofres públicos e, diretamente, a área de saúde. “Temos um custo médio de R$ 4 bilhões que são retirados do DPVAT e repassados ao Ministério da Saúde para fazer frente a essas despesas com acidentes de trânsito, e ainda não são suficientes para cobrir as despesas”, informa o deputado. O DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) é conhecido como “seguro obrigatório”, pago a cada ano pelos cidadãos.

Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 – passando para a quinta maior causa de mortalidade – e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos, prevê a organização.

Para Hugo Leal, um dos caminhos para a diminuição da violência no trânsito é o endurecimento das punições. Como é o caso da Lei Seca, de sua autoria, que pune motoristas que dirigem após ingerir bebida alcoólica. “Além do aumento da punição, a Lei teve elemento de reeducação, de produção de uma nova geração mais consciente em relação à segurança no trânsito”.

O Movimento Maio Amarelo é uma ação coordenada entre o Poder Público e sociedade civil. “O principal papel do movimento no Brasil é entender que cada pessoa faz parte da mudança. E a mudança também deve partir dos órgãos de controle como o Detran e Polícia Rodoviária, informando melhor a população, cuidando da fiscalização e preparação das vias e participando ativamente de campanhas relacionadas ao trânsito seguro”, finaliza o parlamentar.

 

Assessoria de Comunicação da Liderança do PSB na Câmara dos Deputados com informações do site Maio Amarelo

Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

About author

Partido Socialista Brasileiro
Partido Socialista Brasileiro 99 posts

Em 1947 o Partido da Esquerda Democrática transformou-se em Partido Socialista Brasileiro. Somente em 1986, com a redemocratização, o PSB voltou ao cenário nacional, quando realizou o primeiro encontro nacional do partido.

You might also like

Nacional 0 Comments

Diretórios estaduais fazem mobilização para recadastramento nacional de filiados

    Os diretórios estaduais do PSB se preparam para dar início ao recadastramento nacional de filiados, que será realizado de 20 de janeiro a 20 de março deste ano

Nacional 0 Comments

Socialistas avançam e já são a terceira força política em número de votos e população a ser governada

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, analisa o resultado das eleições: “A leitura correta e a devida coragem para persegui-la nos conduziram a um desempenho extremamente exitoso em 2016, condição

Nacional 0 Comments

Seminário sobre gestão reúne prefeitos e vice-prefeitos do PSB

  Mais de 300 prefeitos e vice-prefeitos eleitos pelo PSB participaram, nesta segunda (24/04), em Brasília, do seminário nacional promovido pelo partido com o tema “Cidades das Pessoas: a construção do ambiente

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply