Indio e Hugo vão criar secretaria municipal de Segurança Pública

Em ato realizado em frente à sede da Guarda Municipal, os deputados federais Índio da Costa, candidato a prefeito do Rio pelo PSD, e Hugo Leal (PSB), candidato a vice na chapa, anunciaram que vão criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública, para atuar também na prevenção de crimes e na defesa da vida. “A Guarda do Rio ainda funciona sob a lógica da defesa patrimônio apesar da lei 13022, de 2014, que criou o estatuto das guardas e aumentou suas funções”, disse Índio da Costa, acrescentando que, eleito, vai colocar nos postos de comando integrantes da própria Guarda. “Não faz sentido que a Guarda seja comandada por policiais militares o que acaba deixando a instituição subordinada à PM. Queremos integração e cooperação, mas as funções são bem diferentes”, argumentou Indio da Costa.

O candidato a vice, Hugo Leal – que teve a segurança como um dos temas de seu discurso quarta-feira na tribuna – afirmou que a Prefeitura do Rio tem virado as costas para o problema. “A prefeitura se omite nas questões de segurança, atirando toda a responsabilidade sobre a prevenção e o combate ao crime nas costas da polícia estadual – Civil e Militar – e na polícia federal. Apesar da rotina de violência enfrentada pela população, o Rio de Janeiro não tem uma secretaria municipal de segurança pública, não tem um conselho municipal de segurança, não instituiu um fundo municipal para captar recursos para ações no setor – medidas que já foram tomadas por centenas de prefeituras no país”, disse Hugo Leal, integrante da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados.

Indio da Costa defende um programa de qualificação da Guarda Municipal e o uso de tecnologia de ponta para que os órgãos municipais possam ajudar as polícias nas ações contra o crime. “Nossa secretaria municipal de Segurança Pública terá uma Guarda agindo sob uma cultura cidadã de prevenção, de defesa das pessoas e da vida; e congregará órgãos estratégicos para o morador ter mais segurança”, disse o candidato a prefeito da coligação Juntos pelo Rio que, além do PSD e do PSB, tem a participação também do PMB (Partido da Mulher Brasileira). Indio acrescentou que a nova secretaria não exigirá a criação de novos cargos: “vamos usar os cargos que hoje servem para abrigar apadrinhados políticos na prefeitura – que não são poucos”

Escalado para coordenar a ação em parceria com outros municípios da Região Metropolitana na futura gestão, Hugo Leal defendeu ações conjuntas e integradas entre todas as esferas. “Para conter a escalada da criminalidade, é fundamental a maior integração entre as forças estaduais de segurança, as forças federais e também a guarda municipal da capital e as guardas de outras cidades da Região Metropolitana”, afirmou deputado do PSB que é o coordenador da bancada do Rio de Janeiro na Câmara.

Fotos: Glauber Paparazzi

 

About author

You might also like

Notícias 0 Comments

PSB elege 64 vereadores no estado do Rio

Balanço feito pela Executiva do PSB (Partido Socialista Brasileiro) no Rio de Janeiro aponta que o partido elegeu sete prefeitos, sete vice-prefeitos e 64 vereadores no estado. “Temos ainda um

Notícias 0 Comments

Socialistas avançam e já são a terceira força política em número de votos e população a ser governada

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, analisa o resultado das eleições: “A leitura correta e a devida coragem para persegui-la nos conduziram a um desempenho extremamente exitoso em 2016, condição

Notícias 0 Comments

PSB elege 57 vereadores no estado do Rio

O Partido Socialista Brasileiro elegeu, neste domingo, 57 vereadores nos municípios do estado do Rio. As maiores bancadas socialistas foram eleitas em São Gonçalo, Petrópolis, Bom Jardim e Casimiro de

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply